Velho Mundo – Aí vou eu

26 de setembro de 2009

Agora não tem mais jeito…

Hora dos preparativos.

1ª coisa – Destinos

Europa, 17 noites em terra, eu e Carol, QUANTAS POSSIBILIDADES?

Cidades definidas, roteiro, nem tanto: Munique, Berlim,  Barcelona, Paris e Ljubljana.

Hora da bagagem.

Não tenho mala adequada, aliás, tenho só mochila… Já fiquei sabendo que os aeroportos por lá cobram pelo carrinho, portanto, carregue sua própria bagagem! Também fiquei sabendo que nos trens também é você quem cuida da sua bagagem. Enfim, preciso de uma mala, mas não uma mala qualquer, quero aquela mala com quatro ou cinco rodinhas que giram 360º. Vamos atrás dela! Na feira do paraguai!

Próximo passo: clima. É, o clima não vai estar para fácil pra minha tropicalidade… Vejamos:

Munique: máximas de 8ºC, mínimas de 1ºC. Hahahaha

Berlim: de 8ºC a 2ºC…

Barcelona: quentinha com máximas de 18º e mínimas de 8ºC.

Paris: de 12ºC a 3ºC :/

Lljubljana: máximas de 11ºC, mínimas de 1ºC.

Resumindo: só vai faltar neve.

Ainda falta muita coisa

E isso é só o começo…

Anúncios

Ampliação dos horizontes

21 de setembro de 2009

Horizonte

Estou bem próxima de realizar um sonho.

Mas não é um sonhozinho qualquer. É um sonho grande. Um sonho que já tinha ocupado todo meu sótão e começava a crescer ainda mais e a se espalhar por outros cômodos do meu ser.

Vou viajar pra Europa.

Deixa eu explicar melhor:

VOU VIAJAR PRA EUROPA!!!!!

E pela primeira vez atravessar o oceano atlântico.

E pela primeira vez pisar no velho mundo.

E pela primeira vez sentir frio de verdade (é porque e o frio de São Paulo – o mais forte que eu conheço – está longe do que eu vou sentir).

E pela primeira vez mergulhar em culturas formadas há mais de 500 anos.

E pela primeira vez ser estrangeira em algum lugar.

E pela primeira vez poder sonhar que eu não tenho limites para a realização dos meus sonhos.

A isso eu chamo: ampliação dos horizontes.

Não que meu horizonte não esteja bom – está ótimo – mas é uma oportunidade única pra que ele seja ampliado. Novas experiências nos fazem crescer e ampliam nosso modo de ver o mundo e a nós mesmos inseridos neste mundo.