Ponto de vista

8 de março de 2010

Ganhei de presente de aniversário da Carol e da Carlinha uma supermáquina fotográfica manual – DIANA F.

Uma maquininha superespecial: utiliza filme de 120mm – não é encontrado aqui em Brasília, supermanual – controle bem tosco da abertura e da distância focal. E o presente ainda foi mais completo, veio com uma fantástica lente olho de peixe com 20mm.

Resultado?

Vamos conferir:

Diana F na praia de Carneiros

Coqueiral

Coqueiral

Carneiros do ponto de vista do olho de peixe

Visú

Doidêra!

Adorei o presente, adorei o resultado!

Já comprei mais filmes (via internet) pra brincar mais! Aguarde, dentro em breve – mais precisamente depois que começar a seca e o céu de Brasília ficar ainda mais lindo – fotos de Brasília…

Anúncios

Paris

8 de dezembro de 2009

O voo de Barcelona pra Paris foi tranquilo. Chegamos já era noite. Pegamos um táxi e em menos de 1h estávamos no hotel.

Ah, o hotel…

Com meu francês capenga consegui um quarto com vista… Vista pra Torre Eiffel!!!

1ª foto do quarto:

Torre a vista

 Dia seguinte, sem sol, sem chuva… Perfeito!

Primeira manhã com uma vista destas

 Olha nossa casa em Paris:

Sala da nossa casa em Paris

Mais uma da sala

Cozinha

Vista do quarto

Quarto

No fim “a gente se deu de bem”. Muuuito bem.

Tempo apenas pra comprar alguns víveres. Do tipo queijos, pães e vinhos… E a água ruim de sempre…

A festa foi ali mesmo.

Nós e a Torre

Nós e a Torre

Dia seguinte seguimos pra Torre.

Ticket Torre Eiffel

A torre

Na torre

Carol e eu na Torre

Nas alturas

Nós na Torre

Aos pés da Torre

Eu e a Torre

A Torre e a Modelete

Nós e a Torre

 Depois fomos fazer um passeio de barco pelo rio Sena. Passeio típico de turista. Adorei!

Ticket - Barco

 Fomos tapeadas pela propaganda enganosa. Dizia o cartaz que teríamos direito a uma taça de champagne e um croissant. Mentira: uma coisa ou outra. Ficamos com o champagne.

De barco pelo Sena

De barco - Notre Dame na cabeça

Notre Dame

 Não completamos o passeio. Descemos na parada da Notre Dame, fomos jantar no Quartie Latin.

Volta a pé pra casa… Com direito ao Louvre!

Louvre - a noite

A pirâmide a noite

O obelisco e a torre

Dia seguinte, meu aniversário.

Fomos almoçar no Marais.

Pelas ruas do Marais

Modeletes

Blasé

Dia 14 foi o dia que eu fiz tudo o que eu queria fazer em Paris: TURISTAR!

1ª Parada

Cemitério Père Lachaise

Cemitério Père Lachaise

Mapa do cemitério

Balzac - para maiores de 30...

 Na verdade, nem estava atrás do Balzac, mas como a carapuça serviu bem justinha, parei para render minhas homenagens…

Agora, com Kardec o encontro estava marcado. Eu já tinha avisado pra ele. E não é que ele estava lá me esperando?

Allan Kardec

Allan Kardec

Oscar Wilde

Beijinho pra Oscar Wilde

Close no beijinho

Placa do túmulo de Oscar Wilde

 Mas eu estava mesmo atrás de outra pessoa… Se é que podemos chamar assim…

Jim Morrison!!!!

Fui dizer alô a Jim! O busto dele já não estava mais lá, e nem podemos chegar pertinho… E ainda assim eu adorei “estar” com ele…

Jim Morrison

Jim e eu

This is the end, beautiful friend...

2ª Parada

Sacré Coeur

Você começa a pagar seus pecados na subida. É a demonstração do poder da igreja… Haja perna!

Sacré Coeur

Sacré Coeur

Sacré Coeur

Sacré Coeur

Sacré Coeur

 3ª Parada

Moulin Rouge

En passant… Bem passant…

Moulin Rouge

 4ª Parada

Galeria Lafayette

Galeria Lafayette

 Outra passada rápida, só pra saber como é dentro. É um mundo de consumo embalado para o natal.

5ª Parada

Louvre

Não vale me sacanear… Fui tarde mesmo… Fiquei pouco tempo mesmo…

Mais uma ótima desculpa pra voltar em breve…

Cheguei às 16h e o museu fechou às 18h… Ainda tem o desconto da fila pra comprar o bilhete…

Ainda bem que sou uma garota semi-esperta e já sabia o que eu queria ver e aonde estava… Mesmo assim tive que correr… Hahahaha

Olhei tudo, vi quase nada… Hahaha

Louvre

Feliz no Louvre

Pirâmide invertida

Vitória de Samocrácia

Vitória de Samocrácia

Vênus de Milo

Arte Egípcia

DIA PERFEITO!!

Último dia inteiro em Paris começou…

Vamos fazer o quê?

VAMOS ANDAR DE BICICLETA!

De bike por Paris

Pont des arts

Ponte das artes

Pont Noeuf

Notre Dame et moi

Fomos até o Marais, devolvemos as bicicletas e mais Marais. Fizemos as últimas compras.

De volta ao hotel, pedimos uma pizza e BOA NOITE, CINDERELA!!

Dia seguinte, bem cedinho, fechamos as malas e que venha a Eslovênia!!


Barcelona

5 de dezembro de 2009

Barcelona é realmente o filezinho da Europa.

Claro, para os meus padrões tropicais… Sair do frio alemão e chegar num calor latino foi o melhor da viagem.

Sobrevoando os Alpes...

Ah, os Alpes… A caminho de Barcelona fiquei emocionada quando olhei pela janela do avião e vi aqueles picos nevados rasgando as nuvens…

Ai ai, essa Europa tem tantas surpresas…

Voltemos a Barcelona, o filezinho da Europa.

Que lugar mais latino! Que lugar mais quente! Que lugar mais eu!

Barcelona!!!

Ah, Barcelona...

Chegamos já no fim da tarde. Deu tempo apenas para nos instalarmos, darmos uma volta de reconhecimento e fazermos uma comprinha de itens de primeira necessidade, tais como água, pão, queijos e… vinhos… Hehehehe

Não sei se cheguei a comentar da água nos posts anteriores, mas por falar em água, a daqui da Europa é horrível e não tem água mineral que seja boa. Dizem que é porque ela é mais mineralizada, portanto, pesada… Eu não sei, só sei que é ruim.

À noite saímos pra descolar um local pra jantar, restaurante Thai gostosinho.

Dia seguinte fizemos um passeio de ônibus, aqueles turísticos… Para um reconhecimento geral.

Ticket ônibus turístico

No ônibus

Ele tem um trajeto pré definido, e você pode descer em qualquer parada e continuar a viagem no próximo ônibus que passar.

Partimos da Plaça Catalunya.

Primeiro passamos pelo Passeig de Gracia e seus prédios modernos malucos:

Ladrilho no Passeig de Gracia

Plaça Catalunya

La Pedrera

Casa Batlló

Como estava em cima do busú, as fotos não ficaram legais…

Seguimos pra Sagrada Família e descemos:

Sagrada Família

Ela é linda! E está em obras… Até 2084…

QUEM VIVER, VERÁ!!!

Sagrada Família - close

I que és la verita????

Beijinho de Judas

Pai nosso em obras

Parte de trás

Já está bom de Sagrada Família! Bom por enquanto, porque voltei outro dia… Vamos chegar lá…

Próxima parada: Park Güell.

Park Güell

Mosaicos de Gaudi

Mosaicos de Gaudi

Park Güell

Eu no parque

O parque é louco! Não há linhas retas. Os mosaicos são lindos! E as surpresas são muitas…

Gaudi, por exemplo, viveu dentro do parque, até sua morte aos 75, nesta casa:

Casa de Gaudi

Calango de Gaudi

Visú da entrada do Park

Depois do parque, continuamos no caminho do busú, próxima parada: Museu Nacional de Arte Catalã.

Vista do Museu de Arte Catalã

Não entramos, ótima desculpa pra voltar pra Barcelona.

A parada foi só pra fazer o reconhecimento do terreno.

Dia seguinte, Fundação Joan Miró.

Ticket Fundação Joan Miró

Fundação Joan Miró

Não é permitido tirar fotos do interior da galeria, só da parte externa que tem algumas esculturas malucas de Miró.

Nós e Miró

Depois fomos pro mirante do Monjuic, tentar pegar um teleférico até o mar, mas, devido ao vento, não tinha teleférico!

Visú do Monjuic

Nós no mirante

Eu no Monjuic

Sem teleférico pra ir para o mar, pegamos um taxi e fomos pro Maremagnum, shopping localizado no porto.

Almoçamos o El Chipiron.

Depois fomos passear no shopping.

E depois fomos passear no aquário.

Nós no aquário

Eu no aquário

Tutubarão

Peixe Luna

Arraia

Tutubarão

Foi decepcionante! O espaço para os peixes é super pequeno. Chega dá pena…

Dia 9 foi o dia da andança. Do Passeig de Gracia ao Maremagnum e a devida volta… Acho que andei uns 8 km, ou mais…

Fazendo graça no Passeig de Gracia

Casa Batlló

La Pedrera

Las Ramblas

Mercado La Boqueria

La Boqueria

Plaça Reial

Cristóvão Colombo

No porto

No porto

Na volta, paradinha básica pra tirar mais uma foto da Casa Batlló.

Casa Batlló a noite

As luzes da Casa Batlló

No dia seguinte, voltamos para a Sagrada Família, desta vez para entrar: 

Mais uma vez na Sagrada Família

Desta vez, para entrar

Vitral - Sagrada Família

A nave - Sagrada Família

Sagrada Família

 Desta vez para subir o elevador:

Ticket para o elevador - Sagrada Família

Sagrada Família

Descendo a "escadinha" da Sagrada Família

Ópera

Bilheteria

Catedral - Barri Gotic

Eu no Bairro Gótico

Bairro Gótico

Última manhã em Barcelona…

VAMOS PRA PRAIA!!!!

Mediterrâneo

A vista do Mediterrâneo constitui para mim uma necessidade. (Antoni Gaudi)

Do que elas...

...riem tanto??

Praça em frente ao mar

Depois de muito rir fomos andar de teleférico!!!

Ticket teleférico

Esperando o teleférico

Vista do teleférico

No teleférico

Chegada do teleférico

Voltamos pro apê, fechamos as malas e…

Tchau, Barcelona!!!

Um dia eu volto!


Salzburg

2 de dezembro de 2009

Eu fui!!!

A Noviça Rebelde sou eu!

Não vou mentir: a maior surpresa dessa viagem foi Salzburg.

A cidade em que foi filmada A Noviça Rebelde… A cidade em que nasceu e viveu Mozart…

Eu tinha que ver isso! E vi!

Hauptbahnhof

München-Salzburg Express

A viagem de Munique pra Salzburg dura 1h40. E o visú é lindo, você sai da planície em Munique e vai se aproximando dos Alpes.

A cidade é super lindinha! Toda medieval e mesmo com chuva é cheia (sic) de turistas andando pelas ruas.

Salzburg City

E a ruas de Salzburg?

Ruelas de Salzburg

Não é uma gracinha de cidade?

 As fontes são cobertas a partir do outono para a neve não estragá-las no inverno:

Fonte coberta para o inverno

Vai uma partidinha de xadrez?

O novo e o velho

Macabro!!!

 

Uhuuuuu

O rio, o castelo, eu e a chuva...

Visú

Visú

Outono em Salzburg

E eu vim atrás de quê?

THE SOUNDS OF MUSIC!!!!!

Do-re-mi-fa-sol-la-si-do

A própria Julie Andrews...

The sounds of music

Cenário da Noviça Rebelde

Salzburg também é a cidade de Mozart. Ah, Wolfgang Amadeus Mozart!

Quando eu iria imaginar que iria conhecer a cidade em que Mozart nasceu?

Aqui nasceu Mozart!

Aqui viveu Mozart

Me dá esse bombonzinho, Mozart!

Enfim, amei!

Foi ótimo saber que esse lugar existe e que eu estive nele. Pena que só durou um dia… Ótima desculpa pra voltar…


Motivos para viajar

22 de agosto de 2009

Esse texto, claro, não é meu, mas resume de forma quase poética as razões para se viajar e conhecer lugares novos. É isso que eu penso, é isso que eu desejo pra mim.

 

 

 

 

 

Viajar é preciso!

Viajar é preciso!

De alguma forma de todas as viagens voltamos diferentes. Quando uma pessoa vai viajar, ela pode esperar algumas coisas com alguma certeza. Outras, com toda certeza e outras virão como surpresa. Outras ainda, colocam o viajante em novos lugares, nunca encontrados antes e ele se torna então um pioneiro de si mesmo. Todas as viagens são cheias de surpresas onde há mudanças de cenário e de pessoas e momentos para crescimento.

Se o viajante é do tipo que se motiva com a busca da sabedoria ele a procura em sua viagem, sabendo que pode ultrapassar os seus limites, saindo de onde está.

Ele se empenha na preparação, em colher informações sobre a jornada a ser feita, sobre as condições do caminho, do clima e que tipos diversos de pessoas ele poderá encontrar. Da mesma forma, conversa com pessoas que retornaram de viagens semelhantes e se lembra de jornadas passadas e principalmente do aprendizado que teve nelas.

Feitos então os preparativos, o viajante parte excitado, percebendo cada mudança e detalhe no terreno… no clima… na vegetação… hábitos dos animais… e costumes dos lugares que visita. Como é inevitável, põe todos estes fatores na malha de sua compreensão que dali sairão como memórias, crescimento pessoal e reservas para o enriquecimento de sua vida.

Não importa o que você encontre ou ache: destas viagens você volta mais apto a experienciar o mundo de um jeito novo. Novos espaços e trilhas foram abertos, novas ferramentas descobertas pois você aprendeu a viver melhor e a vencer de uma forma que ainda não conhecia.

Arrumar as malas com economia de espaço e movimentos, buscando maior conforto na viagem. E de volta, saberá que pode permanecer ali e apreciar sua participação naquele mundo antigo, agora já mudado e mais enriquecido; ou talvez partir para novas viagens, aprendendo que mais caminhos podem ser aprendidos, infinitamente partindo… chegando… e partindo de encruzilhadas multiplicadas a cada fim ou começo, sem que haja um último degrau ou uma última encruzilhada.

E terá fundado uma sabedoria confiante e cuidadosa, transformada em ensinamentos úteis, histórias a serem contadas… pois nós somos os ancestrais do futuro…

http://www.pnl.med.br/site/viagem_met.htm


O sonho acabou…

9 de janeiro de 2009

 

Acabaram-se as férias…

O sonho acabou…

E olha com o que eu estava sonhando:

Maré baixa na praia de Carneiros

Maré baixa na praia de Carneiros

Carneiros estava linda! O sol estava perfeito! A hospedagem, demais! E a cevação (ato de engorda de animais no nordeste) foi brutal!

Mas, vamos começar pelo começo…

Chegamos em Maceió às 2h da matina. Sentir aquele calorzinho nordestino foi uma sensação ótima, me senti como se chegasse em casa e recebesse um abraço quente de mãe.

Já com o pé na estrada, rumo a Carneiros

Já com o pé na estrada, rumo a Carneiros

 Saímos da locadora com nosso carrinho e fomos comprar uns “víveres”, do tipo: água, Toddynho, biscoito, iorgurte…

A estrada estava boazinha, com um trecho bem ruim de São Luís do Quitunde a Barra do Camaragibe, muitos buracos…

A rota ecológica continua linda! Com seus moradores caminhando calmamente pela estrada sem calçada, os cães dormindo em forma de bolinha em algum montinho de areia, as crianças brincando no alpendre das casas… Tudo igualzinho! Lindo!

Chegando em Porto de Pedra a balsa estava nos esperando, foi uma travessia privê:

Na balsa em Porto de Pedra

Na balsa em Porto de Pedra

Chegamos em Carneiros às 8h30 da manhã. O quartinho já estava nos esperando, prontinho e lindo como sempre. Foi só o tempo de trocar de roupa e partir pra praia.

Carneiros, apesar de continuar linda, está sendo invadida por turistas de Porto de Galinhas que vêm passar o dia. E são muitos! A maioria vai pro Bora Bora, chegamos a contar umas 200 pessoas desembarcando dos catamarãs, fora os que vão pro Bar da Prainha ou pro Arikinbar… Então, das 10h até as 3h30 tinha gente saindo pelo ladrão.

Mas não há gente neste mundo que possa acabar com uma paisagem tão linda assim:

Coqueiro fazendo charme em Carneiros

Coqueiro fazendo charme em Carneiros

Olha que pontal mais lindo!

Olha que pontal mais lindo!

Maré baixa no paraiso

Maré baixa no paraíso

Pedras do Pontal

Pedras do Pontal

E a vista do meu bungalow? Nem te conto! Só te mostro:

Era isso que eu via quando olhava da janela...

Era isso que eu via quando olhava pela janela...

E como não tinha nada pra fazer, bora tirar foto!

Felizes em Carneiros

Felizes em Carneiros

Contemplando Carneiros

Contemplando Carneiros

Contemplativa

Contemplativa

A tradicional foto "Carneiros maré baixa"

A tradicional foto "Carneiros maré baixa"

Só as 8h pra não ter ninguém...

Só as 8h pra não ter ninguém...

Mais uma da tradicional...

Mais uma da tradicional...

Wal só tem olhos pra mim...

Wal só tem olhos pra mim...

E assim se passaram 14 dias…
Dia 2, Carol e Rochinha chegaram para a nova fase da viagem: São Miguel dos Milagres em Alagoas. A viagem foi tranquila. Foram quatro dias comendo, comendo, comendo… A Pousada da Amendoeira mudou de mãos, mas não de estilo. Tudo igualzinho, até o cardápio – salvaram meu prato Oriente – e o café da manhã continua o mesmo… Meu chalezinho também estava igualzinho. Uma graça!
Nossa casa na Pousada da Amendoeira:
Nossa casa por 4 dias...

Nossa casa por 4 dias...

A flor que dá nome ao meu chalé, Alamanda:
Alamanda

Alamanda

Dia 4 fomos de bicicleta até a praia de Riacho:
Praia de Riacho, de bicicleta!

Praia de Riacho, de bicicleta!

A galera de bicicleta!

A galera de bicicleta!

E foi assim!
Tudo perfeito!
Agora é começar nova contagem regressiva para as próximas…

Rio Quente

10 de agosto de 2008

Adoro água quente.

Sempre adorei.

Que lugar poderia ser melhor que aquele em que o rio que abastece as piscinas é quente?

Pousada do Rio Quente

Adoro!

Fonte de água quente

Praia do Cerrado

Eu na maré alta

Wal na maré baixa

Na praia

O resort é um complexo enooooorme, são 2 hotéis dentro do complexo e mais uns 3 fora, na cidade de Rio Quente. Fora todas as piscinas, toboáguas e a praia.

Eu fiquei no mesmo hotel que fiquei quando fui com meus pais, quando fizemos a maluca viagem de Belém para São Paulo:

Hotel Turismo

Visú do Rio Quente

E era piscina de dia:

Piscina de dia

Piscina privê do hotel

É nóis na água!!

E de noite:

À noite

Fontes à noite

Piscina Psicodélica

Agora, pra tirar as fotos abaixo, só acordando muuuuito cedo:

Fontes - marca registrada

Sossego, só de manhã...

Pra entrar no poço do governador acorde cedo...

E foi assim…

No rio quente